A PAZ DE DEUS

Seguidores

Total de visualizações de página

sábado, 1 de outubro de 2011

COMO VAMOS USAR ESTA LIBERDADE?


Um intérprete muito sábio disse que a liberdade cristã é uma coisa e a maneira como a usamos, outra. A liberdade cristã é o sentimento interno que temos na presença de Deus; usamos quando a manifestamos diante dos homens. O crente vem a Deus como Pai, regozijando-se em Cristo, confessando seus pecados, feliz pela certeza do perdão e ansiando ser perfeitamente completo. Alegramo-nos nesta liberdade através da comunhão com Deus, sentindo-nos felizes pela redenção dada por Cristo que nos livrou da maldição da lei, do domínio do pecado e porque agora estamos debaixo da graça e não da lei. Os Gálatas estavam sendo pressionados a deixarem sua liberdade em Cristo e voltarem a viver sob a escravidão da lei humana.

Ao dizer aos Gálatas como usarem sua liberdade em Cristo, Paulo diz: "Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pela caridade". Vamos tentar fazê-los entender o significado desta exortação e depois mostrar os motivos pelos quais Paulo a reforça.

Não usem esta liberdade para satisfazer as paixões carnais, mas, pelo amor, sirvam uns aos outros. A carne é o símbolo da natureza humana caída e sua condição depravada. Não significa o corpo em si, mas os desejos humanos como uma criatura caída. O corpo não é fonte de pecado, mas pode ser usado como instrumento do pecado. O coração humano como fonte de pecado nunca significa o órgão físico. Lemos em Mateus 15:19: "Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias". Do mesmo modo como o coração é o receptáculo da vida física, assim também o coração moral é o receptáculo da vida espiritual. A religião verdadeira é a do coração no qual há amor a Deus e ao homem. E o modo de usar a liberdade cristã é servir um ao outro em amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário