A PAZ DE DEUS

Seguidores

Total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Minha oração


Certa vez um cooperador de jovens e menores em visita a minha comum congregação, após a Reunião de Jovens e Menores, na reunião para orarmos para os recitativos, sentiu de instruir nós auxiliares sobre a maneira correta de fazer uma oração, disse que não devemos elevar uma oração diretamente a Deus, como fizemos naquela manhã tanto na oração espontânea (das crianças) quanto na individual. Disse que as orações só devem ser elevadas a Jesus. Discretamente, questionei, ali mesmo, o meu cooperador de jovens, pois, em Mateus 6 a oração modelo, o Pai Nosso, a oração é aberta em de maneira similar as realizadas naquela manhã ou seja, se dirigindo direto ao Pai. Meu cooperador achou melhor não entrar em discussão e agradeceu pelo ensinamento. Confesso que continuo orando com orava naquela época, ou seja, elevo a oração ao Pai e o que peço é em nome de Jesus, não filtrar aquilo que foi dito aquela manhã seria ignorar o próprio evangelho. Note bem que não digo que está errado fazer o que o irmão recomendou, apenas estou dizendo que não é errado fazer como fizemos aquela manhã, e que fazemos até hoje.
Esses dias novamente o assunto da reunião foi sobre a oração, mas dessa vez foi apenas um pedido para que todos os auxiliares se esforcem em orar, pois, tanto nos cultos oficiais quanto nas reuniões de jovens o dom da oração está desaparecendo, daí ele fez referencia as orações decoradas de alguns (todos sabiam de quem ele estava falando) que sempre são ouvidas e tiram a comunhão da igreja porque todos já sabem a oração inteira, ao final eu falei que não deveríamos desprezar a oração desses ou daqueles, afinal, em uma congregação com cerca de 300 pessoas, apesar dos muitos que se indignam com a oração do irmão “X” ele é único valente a fazê-la. O irmão disse que as orações prontas tiram a espiritualidade da igreja, pensei comigo e vejo que todos têm (inclusive o cooperador) um modelo particular de oração. Eu tenho a minha, mudo um pouco aqui, um pouco lá em função de uma necessidade que surge ou algo que passei, mas, em essência é sempre a mesma coisa. Apresento-lhes minha oração:

“Senhor meu Deus, meu pai que habita nos céus, eis que mais uma vez prostro-me adiante da tua presença em ato de reverencia, amor e humilhação a ti, elevo Ti em nome de Jesus Cristo teu filho minha oração.
Primeiramente peço que seja misericordioso para com minha alma, perdoe os meus pecados, minhas faltas e fraquezas. Perdoe-me por todas as minhas ações também omissões. Perdoe-me pelas vezes neste dia em que pequei contra Ti, contra meu corpo e contra meu próximo. Perdoe-me pelas palavras as quais saíram da minha boca e não foram do teu agrado, perdoe-me também pelas palavras as quais proferi e incitaram à ira ou a magoa no meu próximo. Graças te dou por mais um dia de vida, graças te dou pela oportunidade qual me concede de mais uma vez elevar a Ti minha oração, graças te dou pelo alimento qual tem colocado na minha mesa e da minha família, graças te dou por tudo quanto tem feito na minha vida e da minha família até o presente momento. Ajude-me melhor a te servir na face desta Terra, concede aquilo que é puro e santo, reveste-me das coisas que são do céu, fortalece-me em espírito e verdade. Concede-me a conduta e o semblante dos justos, abençoa que por onde quer que eu passe possa dar um bom e fiel testemunho da tua Palavra, e que isto seja agradável não somente aos que me vêem, mas, que seja agradável principalmente aos teus olhos ó Pai. Abençoa todo o teu povo na face da Terra, abençoa e guarda aquele que em terra, no ar ou no mar viajam em missão da tua obra, abençoa e guia o teu ministério e que tudo quanto fizerem seja tão e somente a sua vontade. Vai ao encontro dos teus pequeninos, revela a necessidade no meio do teu povo, movimenta todas as coisas para que sejam supridas essas necessidades. Abençoa aos que te servem e também os que não servem, que haja paz entre os homens e as nações. Faz do meu lar um lar de paz, um lar de amor e um lar cristão, esteja conosco e envia os teus anjos. Abençoa minha família dando saúde e força trabalharmos, prepara tudo o quanto temos de necessidade seja espiritual ou seja material, livra-nos dos perigos e dos acidentes. Abençoa-me e ajude-me no meu trabalho, nos estudos e nos meus negócios e que tudo seja para o bem da sua obra. Faz de mim um vaso perfeito para honra e glória do Senhor, faz de mim um instrumento nas tuas mãos, unge meus lábios e faz de mim um anunciador da maravilhosa graça. Assim se peço muito me perdoa, e se esqueço de algo acrescenta por caridade, mas, tudo eu te peço e agradeço em nome de Jesus Cristo teu filho o qual é bendito e eterno. Amém!”
.
.
Independente da oração ser inédita ou repetida ela envolve um sentimento, eu mesmo com essa oração simples e comum já tive momentos em que a elevei com grande alegria, já tive momentos que a fiz com grande tristeza, teve vezes que nem força de fazê-la tive e, por isso, orei a oração modelo: O Pai Nosso. Também teve vezes que não fiz oração alguma. Assim, penso que é também com aquele irmão(ã) que faz sempre a mesma oração na igreja, mas sei que ele tem um diferencial em relãção aos que o(a) criticam, ele(a) serve ao Senhor em sua sinceridade, mesmo sendo criticado persevera em orar.
Da próxima vez que for a igreja, ao invés de criticar aquele(a) irmão(ã) faça o seguinte: ORE VOCÊ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário